Sangue na Tela: Holocausto Canibal

Olá galera que curte um bom (ou nem sempre) filme de terror. Essa é a primeira matéria do ano de 2016 e, para abrir os trabalhos em grande estilo, trago para vocês um clássico do cinema de terror extremo que causa polêmica até hoje. Só vou logo avisando que as imagens são fortes e, mesmo Leia mais

Sangue Na Tela: Guinea Pig

Recentemente o ator Charlie Sheen ocupou os holofotes ao anunciar que era portador do vírus HIV. A notícia abalou o mundo da fama. Afinal, um astro do seu porte ser diagnosticado com AIDS (ainda) gera espanto e comoção não só entre seus fãs, mas em muitas pessoas, cinéfilas ou não. Entretanto, você deve estar se perguntando: Leia mais

Sangue na Tela: Mar Negro

Nas últimas postagens me dediquei aos filmes do diretor brasileiro Rodrigo Aragão. Hoje chegamos ao capítulo final de sua trilogia sangrenta com Mar Negro, filme do ano de 2013 que precede A Noite do Chupacabras  (2011) e Mangue Negro (2008).   SINOPSE Uma estranha contaminação atinge uma pequena vila de pescadores. Quando peixes e crustáceos se transformam Leia mais

Sangue na Tela: A Noite do Chupacabras

Dando sequencia a trilogia de terror do diretor capixaba Rodrigo Aragão (que começou semana passada com este post), trago o segundo filme: A Noite do Chupacabras, de 2011.   Sinopse Um jovem casal retorna para a sua terra de origem, no interior do Espírito Santo, numa jornada por entre florestas e montanhas repletas de mistérios, lendas e Leia mais

Sangue Na Tela: Mangue Negro

Mangue Negro 2008 (Mud Zombies, título na Inglaterra) é um filme de terror trash nacional, dirigido e produzido por Rodrigo Aragão. O diretor capixaba, que vive na cidade de Guarapari, também foi responsável pelos efeitos e pela maquiagem, teve seu custo de produção em torno de R$ 50 mil. Enredo Certo dia, numa comunidade de pescadores e catadores pobres e fora Leia mais

Sangue na Tela: O Cinema Trash

Em minha primeira contribuição aqui no Lion Movies trago um especial sobre Cinema Trash. Uma pequena seleção de filmes que causaram medo, náuseas, nojo… e risos.  O termo Filme Trash, em geral, trata-se de uma produção tecnicamente mal realizada (propositadamente ou não) mas que é considerado bom (ou nem sempre). Esse tipo de estética cinematográfica pode Leia mais